logo

Select Sidearea

Populate the sidearea with useful widgets. It’s simple to add images, categories, latest post, social media icon links, tag clouds, and more.
hello@youremail.com
+1234567890

O que é SAM? Por que isso é essencial para seu negócio?

O que é SAM? SAM significa Software Asset Management – ou Gerenciamente de Ativos de Software em português – e são práticas de TI que envolvem, pessoas, ferramentas e processos para gerenciar e otimizar as licenças de software em uma empresa. Uma política de SAM bem definida ajuda o negócio contra riscos com auditorias, redução de custos com licenciamento de software e alinha o investimento de TI com a área de negócios.

 

A popularização da internet, o BYOD, diferentes formas de contratação de Software como: EULA, SPLA, SaaS e uma série de adventos que facilitam o acesso das pessoas à informação, também causam vários transtornos às corporações, por facilitarem o acesso a diversos aplicativos não autorizados ou até mesmo piratas.

 

As vezes uma ação inocente de um colaborador pode gerar um grande prejuízo para a companhia, como por exemplo baixar um descompactador não homologado e por sua vez não licenciado para executar uma tarefa rápida.

 

Por outro lado, ainda existe uma transformação digital ocorrendo, uma verdadeira enxurrada de tecnologia, movendo montanhas de dinheiro de um lado para o outro e grandes empresas sendo arrastadas por baixo, se vendo obrigada a pagar seus acionistas através de -pasmem- auditorias e multas. Sim, isso já está acontecendo no Brasil. De forma abafada, pois não é interessante expor nem quem multa e nem quem é multado, mas certamente nenhuma empresa quer estar do lado multado. Aliado a isso, as regras de licenciamento da maior parte dos fabricantes de softwares são propositalmente confusas, diga-se de passagem.

 

Então como equacionar tudo isso? Geralmente as empresas compram licenças full dos pacotes e imaginam estar seguras, mas realmente estão? E os SmartPhones? Aquele client do Outlook é realmente gratuito? “Quem não mede, não gere!” Sem uma eficiente solução de SAM ou Gestão de Ativos de Software, nenhum gestor de TI consegue colocar a casa em ordem.

 

Em 2017 83% das ferramentas/softwares estão sendo comprados por TI, em 2020 serão 50% e os demais 50% serão por áreas de negócio, mas TI será cobrada pelo controle, sem saber o que tem.

 

Até aqui ainda não falamos em custos, um dos principais problemas no licenciamento de software, pois se é impossível entender e compreender, quanto mais negociar e reduzir.
Mas afinal: o que é preciso ter em uma solução de SAM? Segundo o Gartner, empresa referência em pesquisas para tendências e projeções da área de TI, uma solução de Software Asset Management deve ter estes seis pilares:

 

• Descobrir
Esta é uma das etapas mais complexas e metódicas do processo pois é manual, depende do levantamento dos contratos e, muitas das vezes por falta de informação, depende do levantamento de informações junto a fabricantes e distribuidores, o que nem sempre é uma tarefa fácil quando não se tem muita experiência no assunto. Está tarefa pode ser simplificada se a empresa tiver o parceiro certo.

 

• Inventariar
Hoje está tarefa depende, basicamente, de tecnologia. Se a tecnologia colabora, o inventario é feito de forma eficiente e não impacta no ambiente de produção. Sem a tecnologia adequada o trabalho de inventário pode se tornar complicado.

 

• Normalizar
Após o inventário do ambiente, a normalização é o processo em que os dados inventariados são entendidos.

 

• Reconciliar
No processo de reconciliação, os dados entendidos são cruzados com a base de dados para validação das regras de licenciamento.

 

• Otimizar
Entendida as regras de licenciamento de cada software, devemos otimizar tudo o que puder ser melhorado, visando reduzir custos.

 

• Compartilhar
As informações de licenças de softwares podem e devem ser compartilhas entre as áreas de TI, Governança e Compras, visando evitar desperecidos ou compras desnecessárias.

 

Estudos do Gartner indicam que as empresas obtêm, em média, 30% de redução de custos quando seguem as regras dos seis pilares, sendo elas: descobrir, inventariar, normalizar, reconciliar, otimizar e compartilhar.

 

Alguns desafios de SAM em 2017/2018:

 

Desafios

 

Em 2017 83% das ferramentas/softwares estão sendo comprados por TI, em 2020 serão 50% e os demais 50% serão por áreas de negócio, mas TI será cobrada pelo controle, sem saber o que tem.

 

Pensando nesses desafios, a OTG desenvolveu o OTG SAM, uma solução cheia de tecnologia que cataloga mais de 600.000 softwares e que está pronta para ajudar nossos clientes na Gestão de Ativos de Software.

 

Conheça mais em nosso site, clicando AQUI!

No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website